segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Reforma Protestante, de NOVO?

Por Taciano Cassimiro

Todo ano a mesma discussão. A igreja moderna precisa ou não de Reforma? Uns dizem que sim e outros não. Sem contar que nesse período acirra-se as velhas discussões entre arminianos e calvinistas.

É claro que não podemos e não devemos esquecer da situação da igreja, principalmente durante a Idade Média (corrupção do clero e da doutrina, simônia, inquisição, venda de indulgências e relíquias sagradas) que culminaram com os esforços dos conhecidos pré – reformadores, John Wycliff, John Huss, até os reformadores Martinho Lutero, Ulrico Zwínglio, João Calvino, John Knox entre outros.

Também não podemos ignorar o estado atual da igreja. Parece até que a igreja protestante se transformou naquilo que jurou combater. Clero corrompido, desvio doutrinário, simônia, venda de favores celestes, música gospel humanista, venda de objetos sagrados ( santinhos, águas ungidas ) e até inquisição, embora sem fogueiras e instrumentos de tortura à semelhança da Idade Média.

Pois bem, estamos em outubro e agora voltamos a falar sobre Reforma Protestante de novo. Que este momento seja bem aproveitado por igrejas e líderes, que haja uma séria e profunda reflexão no tocante a vontade de Deus revelada nas Escrituras. E que de fato venhamos a colocar em prática os princípios estabelecidos na Palavra de Deus, e fortemente defendido pelos reformadores ainda que com excessos e erros de várias natureza.

A reflexão e estudo da história não é para fazermos tudo do jeito que eles fizeram, mas para evitar os erros que foram cometidos, e dá sequência aos pontos que acertaram.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...