sexta-feira, 4 de abril de 2014

Livro de Concórdia

Livro de Concórdia

Livro de Concórdia foi publicado em 1580 e contém documentos em que os cristãos dos séculos IV a XVI DC explicavam no que acreditavam e o que ensinavam, baseados nas Escrituras Sagradas.
Os Catecismos e os Artigos de Esmalcalde vieram da pena de Martinho Lutero; a Confissão de Augsburgo, sua Apologia e o Tratado foram escritos pelo colaborador de LuteroFelipe Melanchthon; a Fórmula de Concórdiateve sua forma final organizada por Jacob AndreaeMartin Chemnitz, eNikolaus Selnecker.

 Conteúdo:
Nome
Data
Autor
Resumo
Século II DC
Desconhecido
Credo Batismal, usado em Roma
325, 381 DC
Líderes da Igreja reunidos no Concílio de Nicéia (325) e noConcílio de Constantinopla (381).
Este Credo pretende mostrar claramente, com base nas Escrituras Sagradas que Jesus Cristo é verdadeiro Deus, igual ao Pai e que o Espírito Santo também é verdadeiro Deus, igual ao Pai e ao Filho.
Séculos VI a VIII DC
Desconhecido. Recebeu o nome em homenagem ao grande pai da Igreja,Atanásio, que foi instrumento na redação do Credo Niceno.
Confessa os ensinamentos da Trindadee a pessoa e otrabalho de Jesus Cristo.
Uma pequena obra para educar os leigos nos fundamentos da Fé Cristã.
Cobrindo os mesmos pontos principais da doutrina Cristã que o Catecismo Menor, o Catecismo Maior é uma compilação de sermões de Lutero.
Geralmente vista como a principal Confissão Luterana; ela foi apresentada pelos Luteranos aoImperador Carlos V na dieta imperial de Augsburgo, em 1530, como uma declaração dos principais artigos da fé Cristã conforme entendida pelosLuteranos; também contém uma lista de abusos que os Luteranos corrigiram.
Depois que os teólogos Romanos condenaram muitos dos ensinamentos da Confissão de Augsburgo,Melanchton escreveu esta longa defesa. É merecidamente considerada um clássico Cristão.
Artigos de fé que Lutero pretendia se tornassem uma plataforma ecumênica para um futuro concílio ecumênico. Estabelecia o que os Luteranos não podiam abrir mão - e porquê.
Proposto para servir como um suplemento à Confissão de Augsburgo, dando a posição Luterana a respeito do Papa.
Uma confirmação de alguns ensinamentos da Confissão de Augsburgo a respeito dos quais osLuteranos haviam se divido. A "Declaração Sólida" é a versão original. A "Epítome" é a versão resumida destinada ao uso no estudo das congregações. Mais de 8.100 pastores e teólogos a assinaram, bem como mais de 50 chefes de governos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...